Comprometimento de Renda do Londrinense


Comprometimento de Renda do Londrinense

3. Trimestre 2020 

O percentual de endividamento dos londrinenses cresceu durante a pandemia: saiu de 56% em março para 67,5% em agosto, sendo o segundo maior nível de comprometimento já alcançado desde o inicio das pesquisas regulares em 2016. O recorde é de 68,2% alcançado no primeiro trimestre de 2017.

A inadimplência, no entanto, caiu em relação as pesquisas anteriores, movimento este também captado nos indicadores do Sistema de Proteção ao Crédito da Associação Comercial e Industrial de Londrina – ACIL. Enquanto a média no número de famílias com contas em atraso é de 28,8%, este percentual foi de 24% em agosto. Além disso, de todos os que tem alguma dívida, somente 7,8% não terão condições de pagar ao menos parte delas. A média histórica deste indicador em Londrina é de 10,2%.

Outra observação importante em relação ao comportamento de compra do londrinense foi a queda acentuada na utilização do cartão de crédito, que historicamente lidera o ranking de principal tipo de dívida entre os brasileiros, caindo de 51% na pesquisa anterior para 46,7% na atual.

Por outro lado, as dívidas cresceram no crédito consignado, nos carnês de loja no financiamento da casa própria.

 



Pesquisador Responsável: Camilla Lie Kataoka

Coordenador: Prof. Dr. Marcos Rambalducci