20 de abril de 2020


A pandemia que assolou o mundo e nossa cidade trará impactos econômicos jamais vistos por esta geração e acarretará uma perda no PIB estimada por alguns em 4% enquanto outros propõe que pode superar 8%. Mas não é claro para muitos, como esse indicador impacta nosso cotidiano. 

A soma da produção ...

O Produto Interno Bruto – PIB é definido como a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região (quer sejam países, estados ou cidades), durante um período determinado (mês, trimestre, ano etc.).

... como medida da atividade econômica ...

O PIB é um dos indicadores mais utilizados para quantificar a atividade econômica de uma região e é um sinalizador de quanta riqueza (bens e serviços)  está disponível para atender às demandas da sociedade.

... e da riqueza disponível.

Uma queda no PIB significa: 1) que teremos menos produtos para consumir; 2) menor produção significa menos necessidade de trabalhadores e mais desemprego. Por qualquer ótica, uma queda no PIB significa que ficaremos em situação pior que antes.

O desemprego...

Claro está que esta pandemia, ao exigir o isolamento social, provocou perda na capacidade de consumo das famílias e das empresas em realizar sua produção. Resta mensurar o tamanho do estrago e em especial seu impacto na taxa de desemprego.

... é o indicador a merecer atenção.

Arthur Okun, economista americano, desenvolveu em 1962, uma teoria que mostra uma relação inversa entre desemprego e PIB. Quanto mais aumenta o PIB menos desemprego e por similaridade, quanto mais cai o PIB mais aumenta o desemprego.

Para comprovar a Lei de Okun ...

A relação entre PIB e desemprego é facilmente comprovada olhando para os dados de nossa cidade. Entre 2015 e 2016 o país perdeu 7% de seu PIB, nos colocando na pior recessão dos últimos anos.

... basta olhar nossos dados.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, mostra que neste mesmo período Londrina fechou exatos 10.101 postos de trabalho com carteira assinada.

Para ter ideia do impacto...

Quando comparado o número de empregos formais em Londrina, entre março de 2015, quando atingimos seu pico e 01 de janeiro de 2020, temos um saldo negativo de 13.357 postos de trabalho.

... e projetar onde podemos chegar...

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) prevê queda de até 4,4% do PIB brasileiro em 2020. O Banco Mundial  5%, o FMI 5,3%, e o Banco Itaú algo como 6,4%.

... sendo conservadores na queda.

Considerando o comportamento de nossa economia e assumindo uma queda conservadora de 4% no PIB de Londrina, perderemos mais 6.000 empregos com carteira assinada, totalizando um déficit  de 20.000 postos de trabalho formal.

Viveremos tempos desafiadores.

O cenário é bastante adverso e qualquer medida voltada a socorrer nossas empresas e garantir que empregos sejam mantidos será muito bem-vinda.

Marcos J. G. Rambalducci - Economista, é Professor da UTFPR. Escreve às segundas-feiras.