04 de maio de 2020


Cada um de nós tem um papel a cumprir. Ao jornalista compete informar, ao promotor público compete zelar pela defesa da ordem jurídica e ao economista compete o estudo sobre a produção, distribuição e consumo de bens e serviços. É neste contexto que busco analisar os efeitos que a paralização do comércio causa no emprego e renda de nossa cidade. Afinal, quanto mais informação, melhores as decisões.   

O PIB como medida da vitalidade econômica.

O PIB é a soma todos os bens e serviços produzidos em uma economia em dado momento e seu resultado reflete tanto na geração de empregos quanto na arrecadação de impostos. Entender sua composição nos ajuda a perceber melhor estas relações.

A apresentação contábil do PIB ...

O IBGE segrega o PIB entre aquilo que teve origem na Agropecuária, na Indústria e em Serviços. O setor de serviços, por sua vez, é dividido em setor público e  setor privado.

... separando público e privado...

Os serviços do setor público são aqueles ligados a educação, saúde e segurança públicas, enquanto os serviços privados são aqueles prestados por indivíduos ou instituições particulares. Além disso, a apresentação dos dados separa em uma conta denominada ‘impostos’, aquilo que foi arrecadado na forma de tributos.

... trouxe os seguintes números. 

Em 2017, último dado disponível no site do IBGE, o PIB de Londrina foi de R$ 19,2 bi onde, excluso os impostos, a Agropecuária respondeu por 1,7%, Industria por 17,3% e Serviços 81%, sendo 66% privados e 15% públicos. A arrecadação dos impostos gerou R$ 2,12 bi, equivalente a 12,4% de tudo o que foi produzido. 

A composição dos serviços privados...

O setor de Serviços, excluindo a administração pública, tem na sua formação aquilo que é produzido pelo Comércio, Alojamento e Alimentação, Transporte, Serviços Financeiros, entre outros.

... e a participação do Comercio.

 Em Londrina o Comercio responde por 22,5% do PIB dos Serviços Privados, o que equivale a 14,8% de tudo o que é produzido, excluídos os impostos.

Fazendo a conta...

É possível projetar que o PIB de Londrina em 2020 esteja próximo a R$ 17,5 sem impostos (os impostos acrescentam mais R$ 2,5 bi a esta conta) o que significa que o comércio gera diariamente um PIB de R$ 55,8 milhões.

... considerando 50% de off ...

A cada dia em que tenhamos metade dos estabelecimentos comerciais fechados (considerando que mercados, petshops, farmácias e outros permaneçam abertos) teremos perda de R$ 27,9 milhões na composição de nosso PIB.

... perdemos PIB, arrecadação ... 

Imaginando uma média de 4% de incidência de ISSQN sobre este valor (que pode oscilar entre 2 e 5%), somente neste imposto o município perde R$ 112 mil por dia, quando a arrecadação se faz mais necessária que nunca. 

... e empregos.

Para cada 1% de queda no PIB a cidade de Londrina perde 1.250 empregos com carteira assinada. Estamos com uma perda de 13.674 na comparação com abril de 2015 e, projetamos uma perda de 5% do PIB em 2020.

Um duplo olhar.

Estes números enfatizam a necessidade de refletir sobre a saúde das pessoas sem o monopólio da COVID-19, acrescentando outros aspectos que precisam também ser levados em consideração quando pensamos no bem estar humano.

Marcos J. G. Rambalducci - Economista, é Professor da UTFPR. Escreve às segundas-feiras.