02 de agosto de 2021


A economia local e nacional vem em uma constante entre informações positivas e outras negativas. 

A projeção de alta para 5,3% do PIB brasileiro feita pelo FMI e o saldo positivo de mais de 1,5 milhão de empregos formais no primeiro semestre  de 2021 vem acompanhadas de projeção de inflação de 6,2%.

E o inverno rigoroso que estamos vivenciando pode levar esta inflação a mais de 7% com impacto direto sobre a renda das famílias mais pobres.

 

As boas notícias ...

O resultado do CAGED divulgado na quarta-feira passada (29) mostra nossa cidade recuperando os empregos formais. O primeiro semestre apresentou saldo positivo de 4.570 postos com carteira assinada.

... vindas do mercado de trabalho ...

Londrina totaliza 153.372 pessoas trabalhando com carteira assinada.  O setor de serviços absorve 51,3% deste total, seguido do Comércio com 28,6%, a Industria com 13,3% e a Construção Civil com 6%.

... destacam Construção Civil e Industria ...

Proporcionalmente foi a Construção Civil a que mais gerou saldo positivo no emprego formal nos primeiros 6 meses do ano, com crescimento de 14,8% seguido pela Industria com crescimento de 5%. Comércio com 3,7% e Serviços com 1,1% completam o panorama.

..., mas é preciso avançar.

Recuperamos o número de empregos que tínhamos logo antes da pandemia de COVID-19, mas estamos ainda longe dos 163.223 de abril de 2015. De qualquer forma as projeções neste quesito são positivas para os próximos meses.

A inflação como ameaça ...

Se de um lado parece caminharmos para uma recuperação no emprego, a inflação tem subtraído poder de compra dos salários. O Relatório Focus do Banco Central na semana passada (23) já projetava uma inflação de 6,67 para o IPCA.   

... ao poder de compra... 

Em Londrina, a inflação da Cesta Básica, levantada pelo Núcleo de Pesquisa Econômicas da - NuPEA da UTFPR, apontou uma aceleração de quase 4% no preço médio dos alimentos.

... reduzindo em ¼ a quantidade de produtos.

Os produtos agrícolas trouxeram uma elevação média de mais de 30% entre junho e julho, com destaque para a batata, a banana e o tomate. Na comparação com o preço da cesta básica de julho de 2020 o aumento foi de 28,3% e nos últimos 12 meses a cesta acumula alta de 18,5%.  

Mais elevações são previstas ...

E o rigor do inverno deste ano vai trazer mais aumento no preço dos alimentos.  A consultoria financeira XP publicou nesta quinta-feira (29) uma estimativa de que as geadas registradas na última semana de julho no Sul e Sudeste podem acrescentar 0,1% na inflação.

... especialmente nos alimentos.

Café, hortaliças e frutas devem ser as culturas mais impactadas pelas baixas temperaturas, mas afetará também o preço do açúcar e dos grãos o que significa elevação na proteína animal, com aumento no custo de produção do leite e da carne.

Não precisamos aumentar os desafios.

Além do rigor deste inverno, o segundo semestre do ano começa pressionado com uma estiagem prolongada e o aumento no preço da energia elétrica.

Não faltam motivos para evitarmos ao máximo que descuidos de nossa parte venham a acelerar o processo de pandemia. Portanto, cuidemo-nos.


Marcos J. G. Rambalducci - Economista, é Professor da UTFPR. Escreve às segundas-feiras.