01 de março de 2021


O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) registrou inflação de 2,53% em fevereiro.

No entanto, aqui em Londrina, o preço dos produtos que compõe a cesta básica de alimentos apresentou, na média, redução de 7% na comparação com os preços praticados em janeiro.

Esse acompanhamento em Londrina é realizado mensalmente pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas (NuPEA), uma parceria entre UTFPR e UEL.

Cada um diz uma coisa ...

Não é tarefa trivial tentar entender os indicadores econômicos disponibilizados na mídia pelos institutos de pesquisa, isso porque, não raras vezes, eles soam desencontrados e longe da percepção dos consumidores, como é o caso da inflação.

... porque medem coisas diferentes.

Uma dica para quem se dispuser a uma melhor compreensão deles é sempre ter em vista o que cada um deles está realmente medindo.

O Índice Geral de Preços - Mercado ... 

O IGP-M é um índice que mede a inflação tendo por base a variação de preços desde matérias-primas agrícolas e industriais até bens e serviços finais. Portanto, incorpora uma gama elevada de itens que não faz distinção por faixa de renda.

... e a inflação da cesta básica.

Já a medida de variação de preços da cesta básica considera unicamente os 13 produtos que a compõe e que foram definidos pelo Decreto 399 em vigência desde 1938.

Abaixou em Londrina ...

O valor da cesta básica calculada pela média de 11 supermercados pertencentes distintas redes supermercadistas, apresentou em Londrina, queda de 7% em fevereiro na comparação com o mês de janeiro, caindo de R$ 506,01 para R$ 470,66.

... e em quase tudo ...

As reduções mais expressivas foram sobre hortifrútis, liderados pela batata (-38%), tomate (-23%) e banana (-11%). A carne teve uma redução de 1,7%, (somente a carne representa 46% do valor da cesta). O único produto que apresentou alta foi o café que subiu 7,4%.   


..., mas continua muito alta.

Embora possa ser considerada uma redução expressiva de um mês para outro, ainda assim continua subtraindo muito da renda do trabalhador na comparação com seu poder de compra no início de 2020.

Comparando fevereiro de 2020 ...

Em fevereiro do ano passado, um trabalhador que ganhasse salário mínimo precisaria dedicar 38,2% da sua jornada de trabalho de 220 horas para adquirir uma cesta básica que estava, na média, a R$ 398,77

... com fevereiro de 2021.

No mês encerrado ontem, este mesmo trabalhador precisou dedicar 42,7% da mesma jornada para adquirir a mesma quantidade de alimentos, ou seja, viu seu poder de compra ser reduzido em 12% na comparação entre os mesmos meses, à despeito do reajuste do salário mínimo.

E a tendência não é por nova queda.  

Quando calculada a inflação da cesta básica em Londrina nos últimos 12 meses (março a fevereiro) constata-se uma elevação de 14% no período e a elevação dos preços dos combustíveis devem acabar refletindo em mais aumentos nos alimentos.


Dr. Marcos J. G. Rambalducci, Economista, é Professor da UTFPR. Escreve às segundas-feiras.